Pokémon GO: Como funciona o aplicativo do momento

'Pokémon Go' é a atualização mais recente da franquia de jogos de videogame lançada pela Nintendo há 20 anos. (Foto: BBC/Divulgação)Lançado de surpresa para smartphones no dia 5 de julho, e disponível apenas em poucos países, “Pokémon Go” se tornou rapidamente um fenômeno. Mais popular que o Tinder e mais utilizado que o Whatsapp ou o Instagram entre os americanos, o game já provocou um aumento de bilhões de dólares nas ações da Nintendo, uma das responsáveis pelo projeto.

O game de realidade aumentada ainda é alvo de críticas em relação a seu contrato de privacidade, ao desempenho de seus servidores e à demora para chegar no Brasil – a previsão de lançamento segundo fontes é na quinta-feira, dia 21.

O aplicativo é gratuito e utiliza o sistema de GPS dos aparelhos para fazer com os jogadores se desloquem fisicamente para conseguir capturar os Pokémons, que estão espalhados ao redor do mundo com localizações pre-definidas. Assim, precisamos de fato deslocar com o celular para conseguirmos capturá-los.

Diferentemente da realidade virtual, o app inova trazendo o conceito de realidade aumentada para nosso cotidiano, a qual é um tipo de mídia que mistura o mundo real com elementos criados virtualmente. Para tal efeito, é usado a câmera do celular em conjunto com o app, logo o jogador visualiza seus arredores na tela do celular capturados pela câmera, e o aplicativo insere os Pokémons nesses lugares.

 

O jogo de realidade aumentada 'Pokemon Go' é visto na tela de um smartphone em foto ilustrativa tirada em Palm Springs, na Califórnia, EUA (Foto: Sam Mircovich/Reuters)

Assim ficamos aguardando ansiosamente que a Nintendo libere seus servidores aqui nas terras tupiniquins para capturarmos alguns Pokémons!

Fonte: TechTudologo_pet2