Blog do PET-Engenharia Elétrica obtém alcance nacional na discussão sobre eficiência energética

Petianos da Engenharia Elétrica em reunião com o professor e tutor Francisco Gomes

Petianos da Engenharia Elétrica em reunião com o professor e tutor Francisco Gomes

A boa utilização da energia elétrica tem se tornado um dos principais temas discutidos pela esfera pública. Primeiro porque o potencial energético de um país, caso mal gerenciado tanto por governos quanto por indivíduos, pode resultar na escassez já vivida pelo Brasil, em 2001, e este ano experimentada pela Índia que, nos últimos meses, viveu a maior crise de abastecimento energético de sua história. A discussão sobre eficiência energética também tem seu valor quanto à preservação do meio ambiente, uma vez que a utilização de muitas fontes de energia é responsável por inúmeros impactos negativos ao clima e à vida no planeta Terra.

Na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tal relevância serviu como ponto de partida para a criação do blog Energia Inteligente, administrado pelo Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Engenharia Elétrica. O blog transformou-se, desde sua criação há quase três anos, numa central de informações de importância nacional sobre a questão energética. Tanto que, mediante as palavras-chaves “energia inteligente”, ele figura em primeiro lugar no site de buscas Google.

O blog é fruto do encontro entre a filosofia de trabalho dos PETs e o potencial de utilização da web 2.0 para a construção de conhecimento. Isto porque um núcleo PET reúne um grupo seleto de bolsistas da graduação que devem trabalhar, de forma mais indissociável possível, os três pilares do ensino superior: a pesquisa, o ensino e a extensão. Orientados por um tutor, responsável pelo acompanhamento dos discentes, os bolsistas podem realizar estudos profundos que resultarão na produção de pesquisas científicas e em projetos de extensão que atuem em benefício para a sociedade.

Segundo o professor e tutor responsável pelo PET-Engenharia Elétrica, Francisco José Gomes, dois aspectos principais motivaram a criação do blog. “O primeiro aspecto observado foi a necessidade de haver familiaridade entre os nossos alunos e as ferramentas disponíveis na internet. O segundo foi a busca por algo que propiciasse aprendizagem mais efetiva e diferenciada por parte dos alunos. Descobrimos uma boa oportunidade de fazer tudo isso ao produzir conteúdo para o blog.”

A idealização do Energia Inteligente, portanto, surgiu da oportunidade de se criar um projeto de ensino e extensão que aproveitasse o potencial pedagógico da internet colaborativa, que torna o uso da mídia mais acessível e aproveita a inteligência coletiva para gerar conhecimento. Ele surgiu como atividade que tem por ferramenta o conhecimento dos estudantes de Engenharia Elétrica, promovendo discussões sobre temas fundamentais à conservação da energia e à produção de formas de energia mais limpas e eficientes.

Grupos de discussão e revista digital

Nestes quase três anos de atividades, o blog já recebeu cerca de 3.500 acessos por semana, além de ter servido como plataforma para a criação de novos projetos de extensão que consolidaram a UFJF como um polo de discussões sobre eficiência energética. Tais projetos foram o Calouro Web 2.0, que leva o debate aos alunos ingressantes no curso de Engenharia Elétrica, e a revista digital “Energia Inteligente”, que aproveita os temas discutidos no blog para tratá-los de forma mais profunda.

No Calouro Web 2.0 os alunos do primeiro período do curso são convidados a participar de grupos de discussão sobre tópicos em eficiência energética, orientados por bolsistas e voluntários do PET. Uma vez eleitos temas atuais, relevantes e polêmicos para discussão nos encontros, tais como a construção de novas usinas hidrelétricas, o uso de energia nuclear ou o aproveitamento do potencial energético das reservas do pré-sal, os calouros são incentivados a tomar posição sobre os mesmos e responder a questões como: “Você acredita que é viável a exploração de energia nuclear?” ou “Você acha que as políticas energéticas brasileiras contribuem para um futuro sustentável?”.

Segundo Gomes, os bolsistas assumem toda a responsabilidade pelo projeto, que atua de forma importante ao oferecer fundamentos para um posicionamento crítico dos novos estudantes de Engenharia Elétrica. “O Calouro Web é um projeto inteiramente coordenado pelos petianos, que ocorre semestralmente e é totalmente baseado no blog e nas ferramentas da Web 2.0.”

Para a escolha dos temas tratados nas discussões, uma fonte importante é a revista digital “Energia Inteligente”. Elaborada a partir dos assuntos mais importantes tratados pelo blog, ela confere aos mesmos uma dimensão mais ampla, profunda e coesa, solidificando uma base de argumentos para ajudar os leitores a se posicionarem. Entre suas várias seções, há artigos baseados em diversas fontes de pesquisa, como livros e revistas científicas, além de contar com entrevistas com engenheiros eletricistas e profissionais de áreas relacionadas à eficiência energética.

O professor lembra que, a princípio, a revista deveria se tornar uma ferramenta de divulgação das discussões ocorridas no projeto, tendo mais tarde sido direcionada aos debates com os alunos. “Nós verificamos que a revista não teria a agilidade e a visibilidade que as matérias, discussões e vídeos postados no blog possuem, por isso, redirecionamos os nossos esforços e priorizamos o debate direto entre os envolvidos no projeto e os nossos alunos.”

Ampliação do projeto

O sucesso do Energia Inteligente já levou o professor Gomes a cogitar novos planos. Um deles é associar ao blog outros projetos do PET-Engenharia Elétrica. “Para o próximo semestre, temos o planejamento de inserir no blog o projeto Eficiência Energética na Escola, realizado junto aos estabelecimentos de ensino fundamental e médio da cidade e região, que já está na sua segunda edição e é realizado em parceria com estudantes do Cefet-Leopoldina”.

Para Gomes, o esforço do grupo PET-Engenharia Elétrica em estender esta discussão o máximo possível se deve, principalmente, à necessidade de conscientizar cidadãos e profissionais sobre os atuais problemas de abastecimento energético vividos pela humanidade. De acordo com ele, inclusive, a necessidade de solução para alguns desses problemas é urgente. “Estamos caminhando para uma crise energética global, com exaustão das reservas fósseis, que atualmente suprem cerca de 80% do consumo energético mundial. Se políticas energéticas adequadas não forem implementadas em futuro próximo, as consequências poderão ser danosas, com alcance global.”

 

FONTE: UFJFPET Elétrica