Bioconcreto usa bactérias para livrar-se de trincas

010160130116-concreto-sem-trincas (1)
O Dr. Alan Richardson, da Universidade Northumbria, no Reino Unido, trouxe boas notícias para engenheiros através do desenvolvimento de um dos seus projetos. Ele criou uma espécie de “bioconcreto”, um concreto que se apropria de um microrganismo para livrar-se de suas trincas.

As bactérias que estão sendo utilizadas são comumente encontradas no solo – Bacillus megaterium – para criar calcita, um mineral que é uma forma do carbonato de cálcio.

Elas são cultivadas em um meio nutriente de leveduras, minerais e ureia que, em seguida, é adicionado ao concreto. Assim, as bactérias se espalham pelo material, já que sua fonte de alimento está nele.

Através de seu processo metabólico, é produzida a calcita que funciona como um preenchimento que sela as rachaduras do concreto, evitando uma maior deterioração.

Apesar do avanço, o pesquisador ressalta que ainda é necessário testes de durabilidade e adaptação da técnica para o processo produtivo, porém ele está esperançoso de que a novidade possa servir tanto para construções novas quanto para antigas.

 

FONTE: Inovação tecnológicalogopet42