Evolução das tecnologias nos videogames

Introdução

Com os avanços tecnológicos dos últimos anos, os videogames tiveram um grande salto de qualidade, com consoles cada vez mais avançados, jogos mais complexos, e permitindo que videogames se tornem mais acessíveis à população em geral. Muitas pessoas, desde crianças até adultos gostam de aproveitar seu tempo de lazer jogando videogame.

Ao decorrer do texto, será mostrado como os videogames evoluíram ao longo do tempo, desde a criação do primeiro jogo em 1958, até os dias de hoje, com os consoles da Sony e da Microsoft, computadores e celulares.

O primeiro jogo eletrônico, Tennis For Two

Em 1958, foi desenvolvido, pelo físico Willam Higinbothan,o primeiro jogo eletrônico. O jogo simula uma partida de tênis entre dois jogadores e seu desenvolvimento ocorreu no Laboratório Nacional de Brookhaven (EUA, Upton), quando Higinbotham descobriu que o modelo 30 do comutador analógicoo Donner, destinado à pesquisa governamental na instituição, poderia simular trajetórias com a resistência do vento. Com a ajuda do técnico Robert V. Dvorak, os dois construíram o jogo em quase três semanas e Higinbotham pôde exibi-lo em um osciloscópio e jogá-lo com dois controladores de alumínio personalizados.

O primeiro videogame, Magnavox Odyssey

10 anos após o primeiro jogo ser lançado, foi desenvolvido, o primeiro console de videogame doméstico comercial da história, o Magnavox Odyssey, sendo apresentado e lançado pela primeira vez em 1972.

O console foi desenvolvido por Ralph Baer, que começou a trabalhar em um protótipo em 1966 e o terminou por volta de 1968. Este protótipo, conhecido como Brown Box, está agora no Museu Nacional de História Americana do Smithsonian Institution em Washington. Apenas em Maio de 1986 a marca chega ao Brasil trazendo Odyssey 2, concorrente do Atari 2600.

Um fato interessante era que o Odyssey era que apesar de sua saída de vídeo ser analógica e ter um joystick analógico, o seu funcionamento era todo digital, trabalhando com sinais binários.

O Brown Box também era capaz de mudar a cor da tela para simular diversos cenários, mas no final a função foi removida, e no produto final de 1975 foi substituída por 12 folhas de acetato. Assim, o jogo exigia a fixação das folhas na tela do televisor para jogar, uma vez que o programa não era capaz de desenhar a linhas de demarcação de cada tipo de jogo.

Atari 2600

Um dos consoles mais conhecidos, e concorrente do Odyssey, o Atari 2600, foi projetado por Jay Miner e lançado em 1977. Diferente de máquinas de gerações passadas que usavam lógica de programação própria e fixa para rodar um pequeno número de jogos, o núcleo do Stella era um CPU completo, o famoso MOS Technology 6502 em uma versão reduzida (para cortar custos), conhecido como 6507. Era combinado com chips de RAM e E/S, o MOS Technology 6532 e um chip de display e som de design próprio conhecido como TIA, de Television (Televisão) Interface (Interface) Adaptor (Adaptador).

Alguns fatos interessantes sobre o Atari 2600 é que o videogame tinha uma resolução de 160×192 ou 160×228, além disso contava com apenas 128 Bytes de memória RAM, e um armazenamento interno em memória ROM de 4 kB.

Era Nintendo

  • Nintendo Entertainment System (NES)

Alguns anos após a introdução do Atari 2600, a empresa japonesa Nintendo anuncia seu primeiro console, o Nintendo Entertainment System (NES), que alcançou notável sucesso tanto no Japão quanto globalmente. No Brasil, a maioria das pessoas conhecem esse console como Nintendinho.

Na época, o presidente da Nintendo, Hiroshi Yamauchi, direcionou os engenheiros da empresa a criar um videogame de baixo custo de produção e empregando tecnologia avançada que o destacasse entre os concorrentes. Equipado com um processador tão potente quanto os computadores da Apple daquela era, o NES superava em termos de avanço tecnológico o já estabelecido Atari 2600.

Este console é reverenciado como o salvador da indústria de videogames nos Estados Unidos, que então enfrentava um período decadente. O NES marcou o início de icônicas franquias, incluindo Super Mario Bros., Metroid, Metal Gear, The Legend of Zelda, Castlevania, Final Fantasy e Mega Man.

  • Super Nintendo Entertainment System (Super Nintendo)

Em 1990, foi lançado no Japão o Super Nintendo Entertainment System, que futuramente ficaria mais conhecido como Super Nintendo. O Super Nintendo seguiu o caminho do seu antecessor, ostentando um bom hardware e baixo preço. O controle também sofreu modificações, ganhou nova forma e mais botões.

  • Nintendo 64

Em 1996, no Japão, foi lançado pela empresa japonesa o Nintendo 64, videogame esse que continha melhorias significativas em relação ao antecessor. O novo console continha melhorias significativas em computação 3D, permitindo que os jogos passassem de gráficos 2D para gráficos 3D, e um novo controle analógico, porém a Nintendo optou por continuar utilizando mídia de cartuchos, decisão essa surpreendente, visto que os concorrentes escolheram utilizar mídias de armazenamento mais atualizadas como CD-ROM.

Era Playstation

  • PlayStation (PS1)

Em 1995, a Sony, empresa japonesa concorrente da Nintendo, lança o primeiro PlayStation, conhecido também como PS1, no Brasil. O console tinha um design elegante e seus jogos rodavam por meio de CDs, o que permitia processamento em 3D e som melhorado. O PSOne vendeu, em uma década, mais de 100 milhões de unidades no mundo.

Seu sucesso fez com que a era de consoles da Nintendo se encerrasse, pelo menos momentaneamente, visto que o PS1 fez muito mais sucesso do que o Nintendo 64.

  • PlayStation 2 (PS2)

5 anos depois do lançamento do PS1, no ano 2000, com todo o sucesso que o console teve, é lançado pela Sony o PlayStation 2, ou PS2. O console trouxe grandes avanços em relação ao PS1, visuais 3D de melhor definição, possibilidade de jogar online e um driver de DVD integrado, o que permitia assistir filmes pelo console.

E junto com o novo console, chegou também um novo controle. O DualShock 2 trouxe de novidade dois botões analógicos que, além de ampliarem o grau de movimentação, também conseguiam detectar o nível de pressão feito sobre eles. 

  • PSP

O PSP foi o primeiro portátil da Sony e o que fez mais sucesso. Lançado em 2004, no Japão, e em 2005, nos Estados Unidos e Europa, o PlayStation de bolso permitia, além de jogar, também assistir a vídeos, ouvir música e navegar na Internet.

Ao todo, o portátil teve cinco modelos lançados durante seus 10 anos de comercialização, um deles foi o PSP Go, de 2009, e sua tela deslizável. Mais tarde, o PSP também ganharia suporte para rodar alguns games selecionados do PS3, via Remote Play.

Microsoft x Sony

  • Xbox VS PS2

O primeiro embate entre as duas grandes empresas Microsoft e Sony ocorreu quando a Microsoft lançou, em 2001, o Xbox, console esse com o objetivo de competir com o PS2, que havia sido lançado 1 ano antes.

O PlayStation contava com suporte a DVDs, possibilitando assistir filmes no console, além de ter acesso à internet caso fosse comprado um acessório para isso, e um controle com dois analógicos, diferente de seu antecessor, que não tinha analógicos na primeira versão do controle. Além disso, por conta da pirataria dos jogos, o PS2 fez muito sucesso no Brasil, pelo fato de ser muito mais acessível à população geral comprar jogos “paralelos” do que jogos originais.

Já o Xbox, a Microsoft utilizou peças de computador para construir o videogame, contendo um processador, placa de vídeo e disco rígido, peças essas utilizadas em computadores, por conta disso o videogame era mais pesado que seu concorrente. Seu controle, chamado de The Duke, recebeu o prêmio de maior controle do mundo pelo Guinness World Records, mas em 2002, esse controle foi substituído por outro, o Controle S, que era menor que seu antecessor.

  • Xbox 360 VS PS3

Em 2005, foi anunciado oficialmente o novo console da Microsoft, o Xbox 360, e um ano depois, a Sony, lançou o PlayStation 3, com o objetivo de concorrer com o novo Xbox. Ambos os consoles apresentaram avanços em seus controles, com controles sem fio, e também nos serviços online, o Xbox Live pela Microsoft, e a PlayStation Network (PSN), pela Sony.

A primeira versão do Xbox 360 possuía avanços significativos de hardware e software. Além disso juntamente ao console era vendido o Kinect, acessório esse que permitia que as pessoas jogassem os jogos com os movimentos do próprio corpo, um exemplo de jogo desenvolvido para o Kinect era o Kinect Adventures, jogo esse em que o jogador tinha que controlar um personagem para que ele desviasse de uma série de obstáculos para chegar até o fim de um percurso, para desviar desses obstáculos, o jogador tinha que realizar os movimentos para isso, pular, agachar, se esquivar, e todos esses movimentos eram captados pelo Kinect. Porém o console apresentou um problema de fabricação, conhecido como “Três Luzes Vermelhas”, que fazia com que o videogame não funcionasse mais, e esse problema só foi ser resolvido na segunda versão do Xbox 360, o Xbox 360 S, lançado em 2010.

Já o PS3, lançado em 2006, foi o primeiro console a utilizar o disco Blu-Ray como formato de mídia para gravação de jogos, seu meio de armazenamento primário. Foi o primeiro console da Sony a ter um Sistema On-line a PSN, a PlayStation Network, e a sua conectividade remota com o PlayStation Portable e PlayStation Vita, sendo capaz de controlar remotamente os dispositivos. Em setembro de 2009, o modelo Slim do PlayStation 3 foi lançado. Foi removida a capacidade de hardware para executar os jogos do PlayStation 2. Era mais leve e mais fino do que a versão original, e apresentava um logotipo redesenhado e design de marketing, bem como uma pequena mudança de start-up no software. Um novo modelo denominado Super Slim foi lançado no final de 2012, refinando e redesenhando o console.

  • Xbox One VS PS4

Em 2013, 8 anos após o lançamento do primeiro Xbox 360, tanto a Sony quanto a Microsoft anunciaram seus novos videogames, o Xbox One, e o PlayStation 4. Nessa geração de consoles, ambos os aparelhos passaram a ter suporte para vídeos de alta definição, em Full HD (1080p), e começaram a ser utilizados processadores com arquitetura x86-64, uma plataforma amplamente utilizada em muitos microcomputadores modernos. Além disso, os serviços online das marcas receberam aprimoramentos significativos.

Começando pelo Xbox One, o console recebeu muitas críticas positivas pelo seu novo design, tanto do console quanto do controle, recursos multimídia e navegação por voz. O Kinect recebeu elogios por sua precisão aprimorada, logins de reconhecimento de rosto e comandos de voz, agora o Kinect 2.0 seria capaz de reconhecer movimentos sutis da mão, como o movimento dos dedos, girar o pulso e até mesmo a força que estaria sendo exercida pela mão ao segurar algo, além disso o campo de visão do acessório foi aumentado em 60%, permitindo que ele funcionasse tanto em ambientes amplos quanto mais apertados e também essa nova versão conseguiria captar os movimentos de até 6 pessoas ao mesmo tempo.

Já o PS4, além dos componentes de hardware mais evoluídos, e seu novo design simples e elegante, os principais pontos que fizeram ele receber críticas positivas foi que o console permite vários métodos de interatividade com outros serviços e aparelhos incluindo a PlayStation App, uma aplicação que melhora e expande a interactividade com a console usando aparelhos iOS e Android; o Remote Play, que permite activar o PlayStation 4 à distância para continuar a jogar numa segunda tela via PlayStation Vita ou dispositivos Xperia; o PlayStation Now, um serviço de computação em nuvem, que oferece jogos e outros conteúdos em stream.

  • Xbox Series VS PS5

Por fim, em 2020 foram lançados os modelos do Xbox Series, e os modelos do PlayStation 5. Ambas as marcas anunciaram dois modelos para cada console, um com leitor de mídia física (Xbox Series X e PlayStation 5) e um sem leitor (Xbox Series X e PlayStation 5 Digital Edition).

Primeiramente, a Microsoft decidiu por focar mais no desempenho de hardware dos seus novos consoles incluindo suporte para resoluções de tela mais altas (até 8K de resolução no Xbox Series X) e taxas de quadros, ray tracing em tempo real e uso de unidade de estado sólido de alta velocidade para reduzir o tempo de carregamento dos jogos e do sistema operacional do videogame. Tanto a versão S quanto a X possuem o mesmo CPU e GPU, porém a memória e o armazenamento interno da versão S é menor, além de não possuir leitor de discos. O Xbox Series S veio com o objetivo de ser um console custo benefício, e realmente é o console com melhor custo benefício atualmente. Já o Xbox Series X vem com o objetivo de vender o que se pode ter de melhor em um console, possuindo suporte para resoluções de 4K a 120 quadros por segundo e a 8K, um SSD personalizado para o videogame com 1 TB de armazenamento e 16 GB GDDR6 de memória.

O novo console da Sony também tem uma versão com leitor de disco e sem leitor de disco, porém diferente do Xbox, ambas as versões do PS5 tem o mesmo hardware. A empresa japonesa se destacou muito entre os internautas de tecnologia pelo fato de conseguirem desenvolver um SSD, para o PlayStation 5, com velocidades de carregamento nunca vistas antes, jogos que antes precisavam de alguns minutos para carregar novas áreas dentro do jogo, agora conseguem fazer isso instantaneamente, sem necessidade de uma tela de carregamento, ou passagens longas e demoradas que dessem tempo para que o videogame carregasse a nova região. Isso possibilitou que os jogos exclusivos da Sony pudessem ser desenvolvidos para aproveitar essa nova tecnologia e com isso se destacarem perante os outros jogos, um exemplo disso é o novo jogo Homem Aranha 2, que tem o Fast Travel (Viagem Rápida) instantâneo, o jogador precisa apenas escolher o lugar do mapa que quer ir, e segurar o botão do controle por 5 segundos, e após isso o personagem aparecerá na região escolhida. Além disso, o videogame revolucionou no design, com uma temática futurista, diferente dos consoles anteriores, que tinham um design minimalista.