Anvisa autoriza uso emergencial de vacinas no Brasil

Anvisa autoriza uso emergencial de vacinas no Brasil

No domingo, 17 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou por unanimidade o uso emergencial das vacinas Coronavac e AstraZeneca no Brasil. Os pedidos de aprovação foram feitos pelo Instituto Butantan e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e se referem a 8 milhões de doses importadas. 

Essas vacinas serão utilizadas preferencialmente pelo SUS e serão destinadas inicialmente a profissionais da saúde, idosos, indígenas e pessoas do grupo de risco. 

Na reunião realizada no dia 17, a aprovação da Coronavac foi condicionada à assinatura de termo de compromisso e divulgação em “Diário Oficial”, que foi publicado ainda no domingo, em edição extra. O termo de compromisso se refere ao envio dos resultados acerca da imunogenicidade da Coronavac, ou seja, a capacidade da vacina estimular a produção de anticorpos.

De acordo com o estatístico da Anvisa, Leonardo Filho, a eficácia da Coronavac é de 50,4% e segundo o gerente de medicamentos, Gustavo Mendes, a eficácia da AstraZaneca é de 70,42%. A área técnica da Anvisa recomendou que a aprovação das vacinas fosse condicionada ao monitoramento das incertezas e reavaliação periódica.


A campanha de imunização, que teve início essa semana, depende da organização e logística do governo federal para que as doses sejam distribuídas em todo território nacional. Os municípios ficarão responsáveis pela logística e aplicação das vacinas.


Antônio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, afirmou que mesmo com as vacinas é necessário uma mudança de comportamento. Ainda é importante fazer o uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social.

Fontes: G1 e Uol

Kássia Carvalho

%d blogueiros gostam disto: