Emissões: setor elétrico exemplar

Da Agência Ambiente Enegia – O setor elétrico brasileiro é um exemplo a ser seguido pelos países e setores econômicos que precisam enfrentar os desafios relacionados às mudanças climáticas.  De acordo com estudo do Instituto Acende Brasil, apesar de o país ser o terceiro maior emissor de gases de efeito estufa (GEEs) global — atrás somente de China e Estados Unidos —  os setores nacionais responsáveis por esta posição são muito diferentes do perfil típico mundial.

Enquanto na média mundial a geração de eletricidade responde por 28,8% do total das emissões, o setor elétrico nacional totaliza apenas 1,2% das emissões nacionais. Os maiores emissores brasileiros são os setores “mudanças no uso da terra” (desmatamento, agricultura e pecuária), com 79,6%; “transportes”, com 6,1%; e “processos industriais”, com 3,6%.

“Mudanças Climáticas e o Setor Elétrico Brasileiro” é o tema da 6ª edição da série White Papers do Acende Brasil. O estudo sustenta um conjunto de propostas para redução das emissões de GEEs com base no reconhecimento de que, quando se dispõe de recursos limitados, o esforço deve ser concentrado nos setores onde, com o menor investimento, é possível obter os melhores resultados.

O estudo também detalha as lógicas de planejamento e expansão do setor; a realidade e a posição comparativa brasileira de emissões de GEEs em relação a outros países; e as diversas políticas públicas relacionadas ao tema: o Plano Nacional sobre Mudança do Clima, a Política Nacional sobre Mudança do Clima, o Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas, e Políticas Estaduais sobre Mudança do Clima. Clique aqui para ver a publicação na íntegra.

 

Fonte: Ambiente Energia

 

1008jia2001

%d blogueiros gostam disto: