Smart Grid entra em Programa de R$ 2 bi do Governo Dilma

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e o presidente da Finep, Glauco Arbix assinam o Programa Brasil Sustentável, que vai aplicar R$ 2 bilhões no desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores ligados ao conceito de sustentabilidade, ou seja, que tratem de forma integrada aspectos sociais, ambientais e econômicos. O anúncio marca as atividades do setor de Tecnologia na Rio+20.

Do valor total disponibilizado, R$ 1,5 bilhão será destinado a propostas recebidas em fluxo contínuo para crédito a empresas. Outros R$ 500 milhões serão para apoio a instituições de ciência e tecnologia e para subvenção econômica direta a empresas, com projetos selecionados por meio de editais.

Além dos eixos econômico, ambiental e social, serão combinadas diferentes competências, fontes de recursos e instrumentos financeiros. As condições do crédito concedido serão as seguintes: taxa fixa anual de até 4% ao ano, prazos de carência de até 36 meses e prazos de amortização de até 120 meses. A participação FINEP no valor total do projeto deverá ser de até 90%.

Estarão contemplados temas como: biomassa e energias renováveis; smart grid e veículos elétricos/híbridos; mudanças climáticas; materiais, construções e mobilidade urbana; resíduos sólidos, biodiversidade e preservação de ecossistemas; e tecnologias sociais, entre outros.

Veja Também :” Documento preliminar da Rio+20 exclui controvérsias e faz recomendações gerais  ”

Fonte : http://convergenciadigital.uol.com.br