Pico de concentração de CO2 no ar pode se tornar média mundial

000_hkg8177784

O limite histórico de concentração de dióxido de carbono na atmosfera na semana passada  pode se tornar a média anual mundial, segundo avaliação  da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

A agência da ONU informou em um comunicado que, no ritmo de aumento atual, a média anual mundial de concentração de CO2 superará o limite das 400 partes por milhão (ppm) em 2015 ou 2016.

Um observatório, situado no vulcão de Mauna Loa, no Havaí, registrou na última quinta-feira, 9 de maio, uma concentração de CO2 de 400,03 ppm, segundo a agência americana oceânica e atmosférica (NOAA).

Embora se trate de uma medida pontual, segundo especialistas, a média anual de 2013 superará sem dúvida as 400 ppm. A última vez que o planeta registrou uma concentração de CO2 na atmosfera superior às 400 ppm foi entre 3 e 5 milhões de anos atrás, durante a era do Plioceno. A temperatura era, então, de 3 a 4 graus acima da atual.O último relatório do Painel Intergovernamental para a Mudança Climática (IPCC, na sigla em inglês) afirmou que o aquecimento global previsto será de pelo menos 2,4°C de acordo com uma média anual de 400 ppm de concentração de CO2. As emissões de CO2 na atmosfera não param de aumentar e, se a tendência se mantiver, a temperatura pode aumentar entre 3ºC e 5 °C.

O próximo grande encontro será a cúpula climática da ONU, que será realizada na França em 2015. Mas estas negociações, que envolvem os grandes poluidores do planeta, com China e Estados Unidos à frente, não serão fáceis. A última tentativa de implementar um acordo desse tipo, feita em 2009, em Copenhague, não teve bons resultados.

FONTE: G1logopet