Sistema resfriará a temperatura de prédios inteiros sem o uso de eletricidade

Com o avanço do aquecimento global e o aumento contínuo das temperaturas médias do planeta, será necessário que a sociedade encontre meios simples e baratos de manter um ambiente com temperaturas mais amenas. E é exatamente isso que um grupo de cientistas conseguiu criar.


Desenvolvido por uma parceria entre pesquisadores da Universidade de Buffalo (EUA), da Universidade de Wisconsin-Madison (EUA) e da Universidade de Tecnologia e Ciência Rei Abdullah (Arábia Saudita), a pesquisa publicada no dia 5 de agosto, na revista Nature Sustainability, explica o desenvolvimento de uma caixa de plástico e alumínio que pode ser usada para diminuir a temperatura de um prédio sem a necessidade de energia elétrica.

A invenção consiste em “caixas” especiais com dimensões equivalente ao de um latão de lixo (45 cm de altura, com 25 cm de espessura e 25 cm de comprimento) que, a partir de um sistema que se utiliza de folhas de alumínio e de um polímero chamado dimetil polissiloxano. Eles capturam o calor do ambiente e depois o mandam de volta para a atmosfera.

Como todos os materiais usados neste sistema, estes são relativamente baratos, sendo possível cobrir o terraço inteiro de prédios com essa invenção, garantindo assim que todo o edifício apresentasse temperaturas menores do que a do ambiente externo.

O equipamento funciona com um sistema conhecido por resfriamento passivo e, enquanto o alumínio reflete o calor dos raios solares de volta para a atmosfera, o polímero captura toda a radiação térmica ao redor da caixa, que também é enviada para a atmosfera junto com os raios refletidos.

De acordo com os cientistas que o desenvolveram, o grande diferencial desse sistema para outros do tipo é que eles conseguiram desenvolver um modo de direcionar essa dissipação de calor, que é liberada em uma única direção – o que permite que a tecnologia seja usada em grandes cidades, pois a proximidade com paredes de outros prédios não é um empecilho para o seu funcionamento.

Segundo os pesquisadores, ao instalar esse sistema em um prédio, o interior do edifício apresenta uma temperatura até 6 ºC mais baixa durante o dia, e pode chegar até a 11 ºC mais baixa durante a noite. Essa solução pode ser muito interessante para prédios comerciais, pois permitiria uma enorme economia no uso de ar condicionado.

Por enquanto, ainda não há previsão de quando esse sistema estará disponível comercialmente. Mas, como ele é um produto de simples fabricação e instalação, é possível que dentro de pouco tempo ele já esteja sendo usado em prédios comerciais.

Fonte: EurekAlert!

logo_pet2