Carros elétricos são recarregados remotamente de forma segura

Riscos dos campos eletromagnéticos

Engenheiros criaram o que eles chamam de o primeiro sistema capaz de recarregar remotamente as baterias de um carro elétrico de forma segura.

“O recarregamento sem fios é a longamente sonhada solução para tudo, dos telefones celulares aos carros elétricos,” disse o físico Lorne Whitehead, da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá.

“Uma preocupação significativa para recarregar carros sem fios é a alta potência e a alta frequência dos campos eletromagnéticos usados, e seus potenciais efeitos desconhecidos sobre a saúde dos seres humanos,” explica ele.

Para diminuir essas preocupações, Whitehead e seu grupo desenvolveram uma técnica totalmente nova de transmissão de eletricidade sem fios, que opera a uma frequência 100 vezes mais baixa do que experimentos similares.

Isto resulta em campos magnéticos expostos – aos quais a pessoa que ande em volta do sistema estará sujeita – “praticamente desprezíveis”, segundo o pesquisador.

Engrenagens magnéticas

O sistema elimina a necessidade das ondas de rádio.

Ele é baseado no que os pesquisadores chamam de “engrenagens magnéticas remotas”.

O sistema local consiste de uma base magnética rotativa, alimentada pela energia da rede.

O carro possui em seu assoalho uma engrenagem correspondente, que gera energia ao ser posta em movimento pela ação remota da engrenagem da base.

Play sem plug

Foram montadas quatro estações experimentais na Universidade.

Os testes mostraram que o sistema de recarregamento sem fios alcança uma eficiência correspondente a 90% do sistema tradicional por cabo.

“Um dos grandes problemas dos veículos elétricos é a necessidade de conectar cabos e soquetes em locais apertados e com mau tempo,” comentou David Woodson, membro da equipe.

“Desde que começamos a testar o sistema, o feedback dos motoristas tem sido extremamente positivo – tudo o que eles têm a fazer é estacionar o carro e o recarregamento começa automaticamente,” concluiu.

 

 

 

Fonte: Inovação tecnológica.