Nova bateria da IBM é livre de metais pesados, muito melhor para o meio ambiente

As baterias de íon de lítio são usadas há muito tempo, mas ao mesmo tempo causam muitos problemas; as baterias são descartadas rapidamente, carregam lentamente, podem explodir e também são prejudiciais ao meio ambiente.

A International Business Machines Corp (IBM) anunciou que possui uma nova tecnologia de bateria que pode carregar rapidamente, tem baixa inflamabilidade e não contém metais pesados, por isso é mais ecológica do que as baterias de íon de lítio atuais.

A IBM ainda não revelou do que é feita a nova bateria, mas afirmou que os três materiais de que a nova bateria é feita podem ser extraídos da água do mar. Assim, os danos ambientais e o custo humanitário da mineração de metais pesados para baterias serão reduzidos. Além disso, os componentes da água do mar reduzem os custos, portanto, provavelmente será mais acessível.

A nova bateria da IBM terá muitas vantagens que as baterias de íon de lítio não têm. Segundo a IBM, “provou que pode ser otimizada para superar os recursos das baterias de íon de lítio em várias categorias individuais, incluindo custos mais baixos e carregamento mais rápido, maior potência e densidade de energia, forte eficiência energética e baixa inflamabilidade.

Em seu site, a IBM revelou em detalhes alguns recursos da nova bateria:

  • Custo mais baixo: os materiais ativos do cátodo tendem a custar menos porque estão livres de cobalto, níquel e outros metais pesados. Esses materiais são tipicamente muito intensivos em recursos para a fonte e também levantaram preocupações sobre sua sustentabilidade.
  • Carregamento mais rápido: são necessários menos de cinco minutos para atingir um SOC (80%), sem comprometer a capacidade de descarga específica.
  • Alta densidade de potência: Mais de 10.000 W/L. (exceder o nível de energia que a tecnologia da bateria de íon de lítio pode atingir).
  • Alta densidade de energia: Mais de 800 Wh/L, comparável à bateria de íon de lítio de última geração.
  • Excelente eficiência energética: Mais de 90% (calculado a partir da razão entre a energia para descarregar a bateria e a energia para carregar a bateria).
  • Baixa inflamabilidade de eletrólitos

Vamos apenas esperar e ver as conveniências que a nova bateria nos trará.

Curte o conteúdo do Energia Inteligente? Compartilhe com seus amigos e deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: Engenharia É