Uma nova maneira barata e mais eficiente de capturar e converter C02 foi desenvolvida

A captura de dióxido de carbono é vista como uma maneira de combater o aquecimento global, mas os métodos atuais para fazer isso exigem muita energia, dificultando a captura eficiente dos gases do efeito estufa.

Um grupo de cientistas da Universidade de Kyoto, da Universidade de Tóquio e da Universidade de Jiangsu, na China, desenvolveu um novo material que pode capturar moléculas de CO2 e convertê-las em materiais orgânicos sem exigir muita energia. O trabalho deles foi publicado na revista Nature Communications.

Pesquisadores desenvolveram um PCP para capturar CO2

“Projetamos com sucesso um material poroso que tem alta afinidade com as moléculas de CO2 e pode convertê-lo rápido e efetivamente em materiais orgânicos úteis”, disse Ken-ichi Otake, químico da Universidade de Kyoto e do Instituto de Ciências de Materiais Celulares Integrados (iCeMS ) em um comunicado de imprensa destacando os resultados de seu trabalho.

O material desenvolvido pelos pesquisadores é um polímero poroso que consiste em ícones de metal de zinco. Usando uma análise estrutural de raios-X, os pesquisadores testaram o material e descobriram que ele captura seletivamente moléculas de CO2 com uma eficiência dez vezes melhor do que outros polímeros porosos ou PCPs.

À medida que as moléculas de CO2 se aproximam do material, que possui uma estrutura molecular semelhante à hélice, elas se reorganizam e giram para capturar o CO2 e alterar os canais moleculares no PCP. Isso permite que ele reconheça moléculas por seu tamanho e forma.

O material de captura de CO2 pode ser reutilizado

O PCP também pode ser reutilizado. Os cientistas descobriram que a eficiência não diminuiu após dez ciclos de reação. Depois que o carbono é capturado, o material é convertido e pode ser usado para fabricar poliuretano, que tem inúmeras aplicações, inclusive em roupas, eletrodomésticos e embalagens.

“Uma das abordagens mais verdes para a captura de carbono é reciclar o dióxido de carbono em produtos químicos de alto valor, como carbonatos cíclicos, que podem ser usados em petroquímicos e farmacêuticos”, diz Susumu Kitagawa, químico de materiais da Universidade de Kyoto. Os cientistas disseram que o trabalho destaca os potenciais PCPs em capturar o CO2 e transformá-lo em materiais úteis. Eles pediram que pesquisas futuras fossem feitas na área.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.

Fonte: Engenharia É

logo_pet2