No RJ, bicicleta e esteira vão gerar energia elétrica

Pessoas se exercitando em uma aula na academia Barry's Boot Camp em Chelsea, Nova YorkA prefeitura do Rio vai poder usar a energia gerada por atletas amadores para reduzir seu gasto com a conta de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o projeto, apresentado pela Adabliu Eventos em parceria com a prefeitura e a Light.

O sistema será instalado nas academias da prefeitura do Rio. A energia será gerada pelo movimento dos atletas amadores em bicicletas ergométricas,
esteiras e aparelhos de spinning.

Os aparelhos serão adaptados para produzir energia. Os créditos gerados serão utilizados em outras unidades da própria prefeitura.

“Trata-se, portanto, do reaproveitamento de uma energia que seria desperdiçada caso não fossem utilizados sistemas de conversão eletromecânica do trabalho realizado durante a prática desportiva e injeção da eletricidade na rede de distribuição de energia elétrica”, disse o diretor Reive Barros. “Toda a energia gerada será computada e compensada nas instalações da prefeitura”, acrescentou.

A Aneel pediu à Adabliu Eventos que encaminhe um relatório para mostrar os resultados do projeto. Não há prazo para que ele entre em operação.

A empresa não informou quanto vai investir no sistema, nem divulgou uma expectativa sobre o volume de energia que será produzido.

Com a aprovação do pedido, a Aneel alterou a resolução que permite a microgeração e a minigeração de energia distribuída e incluiu como fonte a força motriz humana.

Ainda assim, academias e prefeituras interessadas em implantar um projeto semelhante terão que pedir autorização à Aneel.

FONTE: Examelogopet