EPE encontra potencial para nova hidrelétrica no rio Araguaia

Estudo de inventário da bacia aponta para aproveitamento de 310MW no rio das Mortes

Crédito: Divulgação/Alto do Araguaia.gov

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) publicou no Diário Oficial da União esta semana um despacho que aprova a revisão dos estudos de inventário hidrelétrico da bacia do rio Araguaia, que faz a divisa entre Pará, Tocantins, Mato Grosso e Goiás.

Os levantamentos, conduzidos pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), órgão de planejamento do Ministério de Minas e Energia, identificaram um novo aproveitamento na região. No rio das Mortes, afluente do Araguaia, os técnicos viram potencial para uma usina com 310,4MW.

O aproveitamento, definido como Mortes 2-322, teria uma área do reservatório de 167,28 quilômetros quadrados. No rio das Mortes já haviam sido apontadas características para a instalação das hidrelétricas Água Limpa e Toricoejo, que continuam como o anteriormente previsto. Outras usinas possíveis na bacia são as UHEs Santa Isabel, Torixoréu e Couto Magalhães.

Com a aprovação destes estudos, os aproveitamentos hidrelétricos identificados passam a integrar a carteira de usinas disponíveis para elaboração dos estudos de viabilidade e projeto básico.

Fonte:Jornal da energia